Lançamento: No Meio do Fim do Mundo

No duro contexto da pandemia, em meio a perdas substantivas e espantos diversos, o fazer artístico nos tem sido – como cidadãos, escritores e seres políticos – um modo de reação, resistência e inscrição.

Com organização de Luciana Barreto, poeta, professora e doutora em Literatura e Práticas Sociais pela Universidade de Brasília, a editora Elã, de Conselho Editorial misto, atuante no entrecruzamento crítico-acadêmico-literário, lança a antologia No meio do fim do mundo: 89 poetas hoje.

Foi composto um rico e diversificado painel literário – de nomes consagrados e escritores experientes a jovens e promissores autores –, desde as mais soturnas melancolias e dores reais ante centenas de milhares de mortes provocadas pela Covid-19 a brados potentes contra a necropolítica governamental, inquietações subjetivas e até mesmo acenos solares de reafirmação do poder da escrita, bem como do alcance transformador do amor, da empatia, da solidariedade, e a subsequente ressignificação do tempo-espaço-vida.

A partir do entendimento de que não se dissocia ética de estética, tampouco política de poesia, a partir do indeclinável atravessamento da alteridade, justamente na ancoragem desse eu-outro-eu em espelhamento e empatia, foi composta a antologia. Mesmo enfrentando uma aguda desolação conjuntural, que acaba por resvalar em desalento existencial, erigiu-se, nesta obra, a um só tempo diversa e coerente, um modo de destoar e resistir à barbárie e a tudo que vilipendia a dignidade humana, por assumirmos que são propriamente os valores da resistência que despertam a mirada crítica do poeta, a compreensão de que a palavra literária está inequivocamente imersa em seu tempo histórico e comprometimento ético, denunciando – embora não de modo direto e panfletário – desmandos e injustiças de toda ordem.

Nesse sentido, poetas de todo o país reúnem-se nesse gesto político-poético testemunhal frente à angustiante situação de atual descaso político e opressões emocionais, sociais, econômicas e existenciais diversas.

Luciana Barreto

LUCIANA BARRETO é poeta, ensaísta e professora de Literatura, com doutorado em Teoria Literária pela Universidade de Brasília (UnB). Desenvolve pesquisas nos universos de Hilda Hilst, Osman Lins, Clarice Lispector e Fernando Pessoa, com artigos em livros e periódicos acadêmicos. Atua como professora em Literaturas Brasileira e Portuguesa. Integra ainda os Grupos de Pesquisa Estudos Osmanianos e Literatura e Cultura, ambos associados ao CNPq. Publica poemas em revistas e blogs literários, como Mallarmagens, Gueto, Ruído Manifesto, Traços e Escrita Droid, além de antologias, a exemplo de As mulheres poetas na literatura brasileira (Ed. Arribaçã). O seu livro solo de poesia – Nunca é casto o fio do poema – está em fase de editoração.

e-mail: lubarretinha@gmail.com

Organização: Luciana Barreto

COMPRE AGORA:
No meio do fim do mundo – 89 poetas hoje